O email marketing voltou este ano às luzes da ribalta. 79% dos marketers, em 2016, dizem que o email marketing gera ROI. Em 2015, só 54% o diziam. E você? Está a tirar máximo partido do email? De acordo com o State of Marketing 2016, 80% dos marketers concordam que o email marketing é essencial para os seus negócios. Mas, a crescente importância do email marketing na estratégia das marcas não se fica por aqui!

– 64% das equipas de marketing de alto desempenho integraram o email nas suas estratégias de marketing.

Em poucas palavras: o email marketing está na berra outra vez.

E como está o seu email marketing? Precisa de um shot de energia? Aqui estão 4 dicas de email marketing  para recuperar o entusiasmo e atualizar as melhores práticas da sua estratégia dadas pela especialista em design de email e estratégia Lindsay Siovaila, da Salesforce.

  1. Desenhe as peças e depois monte o puzzle

As equipas estão a tornar-se mais estratégicas na forma como guardam os blocos de código reutilizável que pode ser adaptado uma e outra vez. Pensem nisso como uma biblioteca de elementos a partir dos quais podemos começar, em vez de o fazer sempre de novo, explica Lindsay.

Ter que criar elementos de design do zero para cada campanha pode consumir demasiado tempo. Quando criar a biblioteca pode trabalhar de forma mais eficiente e conferir à marca um look uniforme – o que ajuda os consumidores a reconhecê-lo na sua caixa de correio eletrónica.

  1. Palavra de ordem: mobile-first

Se ainda não tem uma estratégia mobile, o melhor é rever esse tema, quem o diz é Lindsay, entre gargalhadas. O mobile é o novo campo de batalha do email.

Os nossos dispositivos mobile estão ligados a tudo o que fazemos hoje em dia e o mesmo se aplica às caixas de email. Para Lindsay, o tema mobile não é apenas grande, é enorme: 55% dos emails são abertos em mobile, segundo a Litmus.

Para si, isto significa que é essencial que todos os emails tenham em mente uma estratégia de design mobile. Pode incluir texto maior, botões maiores e combinar os headers numa só coluna para facilitar a leitura.

  1. Tire máximo proveito do poder da personalização

Como diz a Lindsay, há muito poder nas empresas que personalizam o email. A personalização pode ser simples quando é conduzida pelos dados certos e por funcionalidades de predictive intelligence.

A caixa de correio do email ainda é um local bastante privado. Nós recebemos mensagem de familiares e amigos lá e, agora, as mensagens da sua marca também estão na mistura. Fazer um esforço para criar mensagens que sejam o reflexo desta intimidade vale a pena e ajuda muito – mais do que as redes sociais ou outros canais que podem ser um pouco mais barulhentos e desconfortáveis.

Saber que uma marca e uma empresa investiram o tempo para personalizar uma mensagem, mesmo sendo automática, torna a experiência entre o consumidor e a marca memoráveis, diz Lindsay. O resultado é uma ligação à mensagem do email que depois dá origem à entrada numa landing page ou na app para fazer uma compra.

  1. Dê um toque funk ao email com mais movimento

A tecnologia contribui muito para ajudar os marketers a melhorar os seus emails; os emails já não são estáticos. Há a possibilidade de tornar tudo mais dinâmico, disse Lindsay.

O design do email oferece mais possibilidades do que nunca, por isso arrisca! Toda a gente adora imagens e ainda mais imagens que se movem. Yap, estamos a falar de GIFs. Um movimento subtil pode trazer um email à vida! Quando é bem utilizado, o email é um veículo de ligação ao cliente.

Quer saber mais sobre email marketing? Continue a acompanhar a Mediapost ou marque uma conversa com um dos nossos especialistas!

Fonte: Salesforce