A gigante farmacêutica Pfizer lançou uma nova campanha de anúncios televisivos nos Estados Unidos nos quais desafia os espectadores a subscreverem as suas mensagens em troca de um desconto de 50%, durante um ano, em Viagra.

O anúncio começa com a agora conhecida mulher de vestido azul que lança a pergunta: Meninos querem poupar 50% em Viagra durante um ano? Depois surge um close-up de um smartphone que ocupa todo o ecrã com a promoção e a palavra-chave VSAVE e mulher de vestido azul explica, em voz off, o que fazer para receber o desconto.

Antes de terem acesso ao código de desconto, os consumidores tiveram que responder a uma mensagem que funciona como um opt-in para receberem várias mensagens da Pfizer todos os meses. Este opt-in também dá à Pfizer a capacidade de recolher informação adicional como nomes, números de telefone e datas de aniversários. Os clientes que subscrevem podem cancelar a subscrição em qualquer altura via mensagem de texto.

Obviamente que para usufruírem do desconto, os consumidores têm que apresentar uma receita médica.

Curioso para ver o anúncio? Clique aqui

Mas será este um bom investimento para a Pfizer?

Os programas de marketing que têm por base mensagens de texto, como este da Pfizer, são comuns no mundo dos consumidores mas como nota a autora Beth Snyder Bulik esta campanha parece ser a primeira neste setor. Mas pode muito bem não ser a última. Existem inúmeras razões para as empresas da indústria farmacêutica apostarem em modelos de campanha similares.

Os anúncios televisivos, nem sempre felizes, das empresas farmacêuticas estão a reduzir o peso dos anúncios de televisão. E uma das formas de tirar o máximo proveito da televisão é o desenvolvimento de campanhas que oferecem descontos em troca de algo significativo para a empresa.

Finalmente devido à proliferação de medicamentos genéricos, tudo o que as empresas farmacêuticas possam fazer para estabelecer uma relação mais direta com os pacientes que já utilizam os seus medicamentos pode ser uma mais-valia no futuro.

Fonte:e-consultancy