As redes sociais estão cada vez mais presentes nas várias dimensões das nossas vidas. É lá que muitas vezes partilhamos as nossas emoções e também os nossos interesses. Mas de que forma é que estes dados podem ser utilizados para prevenir a morte?

O Facebook está a alojar novas ferramentas na sua plataforma que têm em vista a prevenção do suicídio. A empresa tem vindo a aumentar os esforços para reduzir os números daquela que já é uma das principais causas de morte nos jovens com idades entre os 15 e os 29 anos. Os dados da Organização Mundial de Saúde mostram que a cada 40 segundos há uma morte por suicídio em todo o mundo.

Há já vários anos que o Facebook oferece ferramentas de prevenção através da intervenção humana direta. Agora a rede social redireciona os seus esforços apontando-os na direção da Inteligência Artificial.

Novas ferramentas vão ajudar na prevenção

As novas ferramentas utilizam a Inteligência Artificial para reconhecer padrões com base em publicações antigas associadas ao suicídio. Este mecanismo permite envolver os amigos que podem assim reportar publicações alarmantes.

Adicionalmente, o Facebook diz estar a testar tecnologias de reconhecimento de padrões que detetam de forma automática se uma publicação tem uma probabilidade alta de estar relacionada com pensamentos suicidas. Quando uma publicação é assinalada por este algoritmo, entra em ação a equipa de Community Operations que vai verificar o post (mesmo tendo sido reportado por um amigo) e pode oferecer ao individuo apoio direto.

Estas novas ferramentas estão a começar a ser testadas nos Estados Unidos e ainda não é conhecido se vão permanecer ou eventualmente ser alargadas. As ferramentas de prevenção devem ser lançadas também para outras funcionalidades desta plataforma social: vídeos e Facebook Messenger. Com o crescimento dos vídeos em direto, a empresa integra estas ferramentas no Facebook Live e vai permitir que amigos ou conhecidos que assistem ao livestream possam entrar em contacto direto com a pessoa. Os novos recursos vão ser disponibilizados a quem reportar as suas preocupações mas também a quem emite o vídeo.

Com o Messenger a ser elevado ao estatuto de serviço de mensagens à parte da plataforma principal, o Facebook tem vindo a contactar parceiros que possam tornar acessível o contacto entre especialistas através do Messenger. Projeta-se ainda que haverá mais tarde uma opção que permite o contacto com o especialista de uma organização em tempo real.

Fonte: Venture Beat

Consulte a equipa de Marketing Automation da Mediapost e descubra já as vantagens de adotar uma estratégia de automação. Fale connosco e comece a utilizar a tecnologia a favor do seu negócio.