A quantidade de dinheiro gasto em toda a Europa em produtos usados no dia-a-dia em categorias como comida, bebidas ou higiene está ao nível mais alto do último ano, de acordo com o estudo da Nielsen que analisa o desempenho do retalho.

No último trimestre de 2016 os retalhistas dos 21 países europeus considerados nesta análise registaram um crescimento de 1.8% nas receitas relacionadas com a compra de fast-moving consumer goods (FMCGs), face ao período homólogo de 2015. Este aumento na receita resultou de uma combinação do crescimento de 0.9% no preço pago pelos consumidores e 0.8% do volume adquirido. Portugal está entre o conjunto de países que registaram um crescimento acima da média, clique aqui para saber mais.

O valor do carrinho de compras europeu subiu 41% numa década

Em 2016 o valor do carrinho de compras era 41% mais alto do que em 2006 e a quantidade de artigos comprados cresceu 11%. A Turquia foi o país que registou o maior crescimento ao triplicar este valor e a Grécia o único a registar um declínio.

“O valor do carrinho de compras cresceu devido a vários fatores incluindo a subida dos preços, a compra de mais artigos e a alteração no mix do produto com a aquisição de mais produtos frescos e de mais produtos premium,” explicou Olivier Deschamps, vice-presidente sénior da Services Europe.

Fonte: RetailTimes